4 reasons why Paris is a timeless must

Please click here for English version

4 razões para visitar Paris sempre

Seguindo uma das minhas dicas de um post anterior, decidimos fazer uma viagem de última hora a Paris, no fim-de-semana passado. Não foi a minha primeira visita a Paris, e veio confirmar que esta é mesmo uma cidade que não fica velha nem gasta, independentemente de quantas vezes lá vamos. Querem saber porquê? Aqui estão quatro boas razões.

MaP_Love Paris_1

Tem uma beleza intemporal

Chamam-lhe a cidade da Luz, a Cidade do Amor, e é tudo isso e muito mais. Paris tem uma luz própria e uma elegância sedutora que encanta todos os que a visitam. Talvez seja pelos apontamentos dourados que decoram os monumentos, pela maravilhosa arquitetura dos edifícios, pelos cafés elegantes, pelas ruas pitorescas; ou talvez seja por tudo isso! O facto é que é difícil não nos apaixonarmos pela cidade, não importa quantas vezes lá tenhamos ido. E quaisquer que sejam os vossos interesses, Paris provavelmente consegue satisfazê-los. Seja arte, gastronomia, vida noturna, passeios pela cidade, compras ou diversão para crianças, podemos encontrar tudo isto em Paris.

MaP_Love Paris_3

É perto (pelo menos se estivermos na Europa)

Duas horas de Lisboa, quatro horas de Moscovo. Paris tem uma localização privilegiada, e é muito fácil chegar-se lá de avião, de comboio ou de carro. Isso torna-a num destino ideal para umas mini férias ou mesmo para um fim-de-semana especial 😉

Podemos ir a pé para todo o lado

Uma das grandes vantagens de Paris é que podemos ir a pé para todo o lado! E não é por a cidade ser pequena, porque até é bastante grande e diversificada, mas sim porque enquanto se vai de um ponto de interesse para outro, o caminho em si vale a pena. Sabe bem caminhar pelas ruas e abandonarmo-nos ao encantamento das pequenas coisas que nos vão surpreendendo pelo caminho: uma igreja antiga, uma loja de flores engraçada, um edifício esplêndido que nos deixa com dúvidas se será uma casa normal ou um monumento que não conhecíamos. E a cereja em cima do bolo é que é sobretudo plana. Por isso ter carro não faz falta nenhuma (aliás, o trânsito é caótico e os parques de estacionamento são caríssimos). E se em algum momento não apetecer andar, o metro é uma excelente solução, com uma rede ampla e fácil de usar.

MaP_Love Paris_2

É nova mesmo que já lá tenhamos estado

Paris oferece uma variedade tão rica de atrações, que podemos ir lá várias vezes e sentir sempre que é novidade. Basta pensarmos num tema específico para a viagem, e entregarmo-nos à sua descoberta! Aqui ficam três exemplos:

Uma viagem Artística. Passaria pelos vários museus de Paris, como o Louvre, o Musée d’Orsay, o Collège des Bernardins, apenas para referir alguns; pelo Rivoli 59, com a arte irreverente dos ateliers de artistas que estão mesmo lá a trabalhar; pelas maravilhosas estátuas espalhadas pela cidade; pela observação da sua arquitetura lindíssima.

MaP_Love Paris_11

Uma viagem Gastronómica. Íamos parando aqui e ali para provar todos os acepipes franceses. Desde os bolinhos-obras-de-arte na montra das pâtisseries, aos chocolates artesanais feitos nas chocolateries, passando pelos incontornáveis croissants acabados de cozer nas boulangeries; e os elegantes cafés e restaurantes também seriam pontos de paragem obrigatória… Faz água na boca só de imaginar 😉

Uma viagem Literária. Se, como eu, são fãs de escritores franceses, há boas probabilidades dos cenários de alguns dos vossos livros preferidos serem em Paris. Imaginem correr a cidade em busca dos locais exatos onde os vossos personagens favoritos passaram e viveram! Para mim isso aconteceu com o livro Dans le café de la jeunesse perdue, de Patrick Modiano. Andei divertidamente a viandar pelas ruas da Rive Gauche, e a imaginar toda a ação a acontecer por ali. Foi uma das coisas que mais gostei nesta viagem.

MaP_Love Paris_7

Dica Bónus: desta vez ficámos num hotel acolhedor, perto da estação de metro Europe. A localização era perfeita, porque nos permitia ir a pé até ao Sena (para sul) e ao Sacre Coeur (para norte). E quando não queríamos ir a pé, a estação de metro era bastante próxima. Quanto ao hotel em si, o que me fez gostar o suficiente para o referir aqui, foi a decoração super engraçada, toda com o tema de música, ao ponto de cada quarto ter o seu nome diferente (o nosso era o Lady Soul). Podem ver aqui o hotel, e se estiverem a planear uma viagem a Paris, experimentem-no!


Clique aqui para a versão em Português

4 reasons why Paris is a timeless must

Following one of my tips from a previous post, we decided to go on a last minute trip to Paris last weekend. It was not my first time in Paris, and it was like a confirmation to me that this is a city that doesn’t get old or worn out, no matter how many times we go there. Do you want to know why? Here are four good reasons.

It has a timeless beauty

It’s called the City of Light, the City of Love, and it’s all that and more. Paris has a light of its own and a bewildering elegance that charms everyone who goes there. Maybe it’s the golden ornaments in the monuments, the gorgeous architecture of the buildings, the elegant cafes, the picturesque streets; maybe it’s all that together! The fact is that, is hard not to fall in love with this city, no matter how many times you’ve been there. And whatever your interests are, Paris is likely to satisfy them. Whether you fancy art, food, night life, sight seeing, shopping, or a family fun with kids, you can find all it in Paris.

MaP_Love Paris_6

It’s close (at least if you are in Europe)

Two hours from Lisbon, four hours from Moscow. Paris has a privileged location and is very easy to get there, by plane, by train or by car. That makes is super convenient for a short holiday, or even for a special weekend 😉

You can walk everywhere

One of the cool things about Paris is that you can walk everywhere! And that’s not because the city is small, for it’s actually quite big and varied, but because when you go from one hotspot to another, the path in between is worth seeing in itself. It’s nice to just walk on the streets and give in to the charming features that will surprise you in the way: an ancient church, a cute flower shop, a beautiful building that makes you wonder if it’s just a normal house, or a monument that you didn’t know of. And the cherry on the top is that it’s mostly flat. So basically you don’t need a car (BTW traffic is chaotic and parking is quite expensive). And if in some cases you don’t wish to walk, you can always take the métro, for the subway lines are wide and convenient.

MaP_Love Paris_8

It’s new even if you’ve been there before

Paris is so rich in what it offers to visitors, that you can go there several times and always feel like it’s new. Focus the purpose of your trip on a specific theme, and lose yourself to its discovery! Just to give you three examples:

An Art trip. It would go through the numerous art museums, like Louvre, Musée d’Orsay, Collège des Bernardins, just to mention a few; 59 Rivoli, the funky studios where many artists are actually working; the beautiful statues scattered through the city; the marvelous architecture of all the monuments and buildings.

MaP_Love Paris_9

A Food trip. It would have you stopping here and there to try all sorts of delicious French cuisine. The beautiful cakes from the pâtisseries, the artisanal chocolate from chocolateries, the freshly baked croissants from the boulangeries, the cafés, the restaurants… It’s mouth watering just to imagine 😉

A Literature trip. If, like myself, you are a fan of French writers, chances are that the intrigues of your best loved books take place in Paris. Imagine running the city looking for the places where your favorite characters walked, passed and lived! For me it happened with the book Dans le café de la jeunesse perdue, by Patrick Modiano. I was strolling around in the streets of Rive Gauche, and imagining all the action taking place there. It was one of my favorite activities during the trip.

MaP_Love Paris_4

Bonus tip: this time we stayed in a cosy hotel near the subway station of Europe. The location was super nice, for we could walk both to the Seine (south direction), and to the Sacre Coeur (north direction), and when we didn’t want to walk the métro station was really close. As for the hotel itself, what I liked enough to make me mention it, was the cute decoration all related to music, to the point that each room had a different name (ours was Lady Soul). You may check this hotel here, and if you are planning a visit to Paris, you are welcome to try it!

Follow my blog with Bloglovin

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s