Photo Trip to Serra D’Ossa

Please click here for English version

Viagem Fotográfica à Serra D’Ossa

Por entre as vastas planícies do Alentejo, eis que inesperadamente surge uma serra: a Serra d’Ossa.

MaP_Serra d'Ossa_1

Ok não é gigante, mas está entre as 20 mais altas na categoria abaixo dos 1000m 😛 com 653m.

Como referi no artigo anterior, Portugal não é um país de montanhas altas; mas sem dúvida que nos surpreende com pérolas escondidas de beleza extraordinária. A Serra d’Ossa é um desses exemplos. A subida até ao cume é um percurso oficial (PR4 Eremitas da Serra D’Ossa) que segue por entre florestas, ermitas e fontes antigas.

MaP_Serra d'Ossa_2

Esta semana convido-vos a conhecer este percurso, e a renderem-se aos encantos da montanha verdejante e florida no meio das planícies tipicamente secas do Alentejo.

Uma vez que se trata de um percurso oficial, o caminho é relativamente bem marcado. No entanto, em algumas bifurcações as marcas não estão perfeitamente visíveis, pelo que um GPS com o gpx do trilho é uma boa ajuda.

MaP_Serra d'Ossa_3

Apesar deste percurso estar assinalado como difícil, e com duração de 7 horas, nós fizemo-lo em 4h30 (incluindo uma breve paragem para almoço). A dificuldade está sobretudo na distância, pois sempre são 20 km, mas em termos de técnica não é demasiado complicado. Ainda assim, se não tiverem experiência ou conhecerem bem o terreno, vale mais jogar pelo seguro e considerar as classificações standard de tempo e dificuldade.

MaP_Serra d'Ossa_4

Aqui ficam algumas fotos, para vos dar uma ideia das paisagens que este trilho reserva.

MaP_Serra d'Ossa_5MaP_Serra d'Ossa_9MaP_Serra d'Ossa_8MaP_Serra d'Ossa_7


Clique aqui para a versão em Português

Photo Trip to Serra D’Ossa

Among the wide plains of Alentejo, rises an unexpected mountain: Serra D’Ossa.

Ok, it’s not huge, but it’s on the top 20 in the category below 1000m 😛 with 653m.

Well, as I mentioned in my previous post, Portugal is not a country of high mountains, but it surely surprises us with hidden gems of uncanny beauty. Serra d’Ossa is one such example. The ascent to its summit is an official trail (PR4 Eremitas da Serra D’Ossa) that follows among forests, hermitages and ancient fountains.

MaP_Serra d'Ossa_10

This week I invite you to get to know this trail, and fall to the charm of the green and flowery mountains amidst the tipically dry plains of Alentejo.

Since this is an official trail, the path is mostly well marked. However, in some intersections the marks are not perfectly visible, so a GPS with the gpx may be helpful.

MaP_Serra d'Ossa_11

Although it is ranked as difficult, with the estimate duration of 7 hours, we only took 4h30 to make it (including a brief stop to lunch). The difficulty lies above all in the distance, for it’s still 20km, but in terms of technique it’s not too hard. However, if you’re not familiar with the region or are not an experienced hiker, better play safe and consider the standard guidelines of time and difficulty.

MaP_Serra d'Ossa_12

And finally, here are some pictures to give you a flavor of the landscapes this trail holds.

 

Follow my blog with Bloglovin

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s